Ibero-Amerikanisches Institut
Preussischer Kulturbesitz


Fotografia histórica de máquina têxtil




Projetos concluídos

O Brasil nas Américas: Convergências e perspectivas

Sendo um poder econômico e político regional na América do Sul, o Brasil tem envidado esforços com vista a fortalecer a sua posição internacional nos últimos anos. Esta preocupação se manifesta principalmente nas relações com os vizinhos hispano-americanos e os Estados Unidos. Tradicionalmente as relações existentes entre o Brasil e as Américas costumavam oscilar entre: a) um grande distanciamento e desinteresse para com os países hispano-americanos, fomentado pelo interesse em estreitar as relações com a Europa e os Estados Unidos; b) uma rivalidade histórica em relação aos vizinhos sul-americanos, cujas raízes foram plantadas pelas disputas entre as antigas potências coloniais (Espanha e Portugal); c) sua atuação como fator de estabilização e agente de cooperação na América Latina. No âmbito deste projeto foram organizados dois simpósios internacionais em cooperação com o Instituto Latino-Americano da Universidade Livre de Berlim (Lateinamerika-Institut der Freien Universität Berlin - Sérgio Costa) e a Universidad de Chile (Horst Nitschack): "Brasil no contexto americano por volta de 1900” (Brasilien im amerikanischen Kontext um 1900" (em outubro de 2002) e "O Brasil e as Américas – Convergências e Perspectivas / Brazil and the Americas – Convergencies and Perspectives" (Dezembro de 2004). (Coordenação do projeto: Dr. Peter Birle)

Organização e catalogação do espólio do etnólogo americanista Max Uhle (1856-1944)

O objetivo deste empreendimento era a organização, classificação e catalogação do espólio de um dos americanistas alemães de maior destaque existente no Instituto Ibero-Americano (IAI): o arqueólogo, etnólogo e lingüista Max Uhle (1856-1944). O projeto, realizado entre 2001 e 2003 com o apoio financeiro da Fundação Alemã para a Investigação Científica (Deutsche Forschungsgesellschaft – DFG), permitiu incluir mais de 650 títulos no catálogo do IAI e mais de 250 registros nas bases de dados supra-regionais, que se tornaram assim acessíveis à pesquisa científica. (Coordenação do projeto: Dr. Gregor Wolff/Dr. Peter Masson).

Organização e catalogação do legado de Robert Lehmann-Nitsche (1872-1938)

O objetivo do presente projeto é a organização, catalogação e descrição do espólio do etnólogo e antropólogo Robert Lehmann-Nitsche, a fim de colocar o material à disposição de cientistas e pesquisadores do mundo todo. O projeto também engloba a preparação e publicação de manuscritos inéditos. Lehmann-Nitsche viveu em La Plata entre 1897 e 1930, de onde realizou muitas viagens de pesquisa pela Argentina para estudar antropologia, mitologia, etnologia e folclore, em particular o folclore crioulo, incluindo a cultura gaúcha, da região de La Plata. O Instituto Ibero-Americano conserva fotografias, cartas, recortes de jornais, manuscritos e uma importante coleção de literatura popular, conhecida como "Biblioteca Criolla", cuja digitalização também está prevista no âmbito do projeto. Ademais, há gravações sonoras em cilindros de cera, cartas e anotações que se encontram no Museu Etnológico de Berlim. A organização e catalogação do espólio foram iniciadas em outubro de 2007 com o apoio financeiro da Fundação Alemã para a Investigação Científica (Deutsche Forschungsgesellschaft – DFG). (Coordenação do projeto: Dr. Gregor Wolff)

Construções de identidades dos socialistas alemães na Argentina no fim do século XIX

Numericamente a migração alemã para a Argentina não se iguala aos movimentos migratórios provenientes da Itália ou Espanha, mas mesmo assim, a “Colônia alemã“ repetidas vezes despertou discussões polêmicas na sociedade argentina. Ao contrário das abordagens anteriores preocupadas sobretudo com a questão da “assimilação“ ou “integração“ dos imigrantes e dos seus descendentes na sociedade argentina, no marco deste projeto a construção de identidades representa o foco prioritário da pesquisa. Trata-se das construções de identidades que os grupos de migrantes desenvolveram de si mesmos e do seu entorno durante décadas de interação com seu país de origem e com a sociedade de acolhimento. O objeto da análise foi o grupo de socialistas alemães que desempenharam um papel decisivo no surgimento do movimento trabalhista na Argentina. O projeto foi concluído com a publicação de uma antologia bilíngüe do jornal Vorwärts publicado em Buenos Aires entre 1886 e 1901, uma fonte que revela tanto as construções de identidades dos socialistas alemães como os mecanismos e limites da transferência trans-nacional de idéias. (Coordenação do projeto: Dra. Sandra Carreras)

A encenação do próprio no estranho – curadores e gestores culturais como mediadores de mundos de arte/artificiais globalizados

A projeção de imagens do próprio e do estranho se manifesta, especialmente no trabalho de curadores e gestores culturais que, enquanto responsáveis pela concepção e organização de eventos culturais, percebem a cultura estrangeira com os olhos do país receptor e projetam-na na sua própria, ou seja, adaptam-na a uma imagem pré-concebida. Neste processo também intervêm códigos da vida cultural internacional que transformam o caráter exótico do desconhecido em algo decifrável em nível nacional. Com o presente estudo, pretende-se examinar as contribuições dos curadores e gestores culturais não apenas como meros mediadores, mas também como construtores de mundos de arte/artificiais globalizados. No contexto da série de eventos e exposições “MEXartes-berlin.de“ (2002), Graciela Schmilchuk entrevistou os curadores deste programa e depois fez uma avaliação das respostas. Em seguida, em dezembro de 2003, o Instituto Ibero-Americano realizou o colóquio Curadores, mercado de arte y política en América Latina em cooperação com o Centro Nacional de Investigación, Documentación e Información de Artes Plásticas (México). Paralelamente o chefe do projeto assumiu a coordenação do grupo de trabalho “Filosofía y conceptos de los centros culturales” na Red de Centros Culturales de América y Europa (2002-2007). (Coordenação do projeto: Friedhelm Schmidt-Welle).

As imagens da América Latina na literatura, no cinema e na publicidade européias / as imagens da Europa na literatura, no cinema e na publicidade latino-americanas

No âmbito deste projeto serão estudados os processos históricos de percepção e recepção recíprocos, considerando a representação de experiências de alteridade na literatura, no cinema e na publicidade. Paralelamente, haverá uma análise das repercussões das imagens do outro na visão de si mesmo e na construção discursiva de identidades culturais. Em julho de 2004, teve lugar um simpósio sobre o estado atual e as perspectivas da recepção da literatura latino-americana na Alemanha ("Die Rezeption lateinamerikanischer Literatur in Deutschland: aktueller Stand und Perspektiven") no Instituto Ibero-Americano (IAI), que contou com a participação de críticos e agentes literários, gestores culturais, leitores, editores e tradutores. A ata da conferência foi publicada em 2007 (Römer, Diana/Schmidt-Welle, Friedhelm, eds.: "Lateinamerikanische Literatur im deutschsprachigen Raum") e no fim do mesmo ano foi publicada a coletânea interdisciplinar "Wechselseitige Perzeptionen: Deutschland - Lateinamerika im 20. Jahrhundert" (eds. Birle, Peter/Schmidt-Welle, Friedhelm). Em 2008 realizou-se o simpósio "La revolución mexicana en la literatura y el cine" em cooperação com a Universidade de Guadalajara, o DAAD y a Cátedra Guillermo y Alejandro de Humboldt. Em 2011 foi publicado um volume do coordenador do projeto ("Mexiko als Metapher"). (Coordenador do projeto: Dr. Friedhelm Schmidt-Welle)

O Nacional-Socialismo e a América Latina

Neste projeto investigou-se, por um lado, a história do Instituto Ibero-Americano entre 1933 e 1945 e a questão: se e em que medida a diretoria do Instituto cooperou com o partido e o regime nazista. Por outro lado, também foram analisadas as relações com a América Latina na época do nacional-socialismo no contexto da história dos intelectuais e do intercâmbio científico entre a Alemanha e a América Latina durante a primeira metade do século XX, bem como suas conseqüências. Os resultados do projeto foram reunidos na coletânea "Um Instituto e o seu general. Wilhelm Faupel e o Instituto Ibero-Americano durante o nacional-socialismo" (Ein Institut und sein General. Wilhelm Faupel und das Ibero-Amerikanische Institut in der Zeit des Nationalsozialismus) (2003). Em maio de 2004, foi realizado o simpósio "O Nacional-Socialismo e a América Latina. Instituições – Representações – Constituições do saber" (Der Nationalsozialismus und Lateinamerika. Institutionen, Repräsentationen, Wissenskonstrukte). As palestras proferidas durante o simpósio foram publicadas na série "Ibero-Online". Além disso, houve, em junho de 2005, outro simpósio internacional com o tema: “Culturas urbanas da memória: Berlim e Buenos Aires”. As diferentes facetas das relações entre o nazismo e a América Latina ainda foram retratadas e estudadas em várias conferências realizadas pelo IAI (Coordenação do projeto: Dr. Sandra Carreras)

Organização, catalogação e investigação científica do espólio de Wolfgang Hirsch-Weber

O projeto, apoiado pela Fundação Alemã de Pesquisa Científica (DFG), consiste na organização, catalogação e investigação científica do vasto espólio de Wolfgang Hirsch-Weber, cientista político alemão que viveu entre 1920 e 2004. Seu espólio reúne mais de 4.000 cartas, manuscritos de obras publicadas e inéditas, transcrições de entrevistas de testemunhas contemporâneas do Chile (1978-1983), cadernetas de anotações, apontamentos em papéis soltos, documentos pessoais, fotografias e outros documentos. São de grande relevância neste contexto, as cartas dos anos 1938 a 2000, inclusive a correspondência com pesquisadores eminentes da época bem como políticos e personalidades da cultura alemães e latino-americanos.

Três objetivos centrais foram definidos para a investigação científica do espólio: 1) a publicação de uma edição crítica de um manuscrito inédito incluído no espólio, no que Hirsch-Weber evoca acontecimentos ocorridos entre 1920 e 1940 e que constitui um material valioso para investigar os processos de construção da memória do exílio e da migração; 2) uma contribuição para a investigação das atividades políticas de emigrantes alemães na América Latina, inclusive a realização de um simpósio internacional sobre o tema “Migração e engajamento político“; 3) uma contribuição para a investigação das relações entre a Alemanha e a América Latina tomando como exemplo as atividades internacionais da social-democracia alemã na região. (Coordenação do projeto: Dra. Sandra Carreras/ Dr. Gregor Wolff).

Modernidade e diferença. Construções de identidades pelos "Hombres de Letras" latino-americanos no século XIX e intelectuais no século XX

O presente projeto analisa as construções identitárias pós-coloniais dos intelectuais latino-americanos nos séculos XIX e XX. A construção dessas identidades passa, por um lado, pela orientação nos modelos culturais oferecidos pelas respectivas metrópoles e, por outro, pelo esforço de diferenciação no contexto pós-colonial. Um elemento central do projeto é o estudo do fracionamento das elites e dos discursos intelectuais (discursos feministas, pós-colonialistas, pós-modernistas, étnicos, etc.). Em 2010, se realizou o simpósio "La historia intelectual como historia literaria (México y Argentina)", em El Colegio de México. Coordenação: Dr. Friedhelm Schmidt-Welle.

Cientistas alemães na Argentina (1850-1930)

O objetivo deste projeto é analisar as atividades de cientistas alemães na Argentina no perído que se estende de 1850 a 1930. Parte-se da premisa de que os cientistas alemães que permaneceram por um período relativamente longo na Argentina formam portadores de processos de intercâmbio e transferência entre os dois países, sendo assim atores importantes da transnacionalização. O período estudado abrange o momento em que se produziu a reoriantação para a América do Sul dos interesses científicos do renomado zoólogo Hermann Burmeister, a qual se inscreveu na tradição inaugurada pela viagem a América de Alexander von Humboldt, até o fim da República de Weimar. Ademais, este período pode ser entendido como o iníco de uma migração em cadeia de cientistas. Com o foco no aspeito transnacional, o projeto pretende dar uma contribuição à relativização do nacionalismo metódico predominante. Finalmente, a análise de formas concretas de transmissão de práticas científicas da Alemanha para a Argentina e vice-versa por meio dos cientistas envolvidos permitirá chegar a uma melhor compreensão dos mecanismos de transferência cultural. (Coordenação do projeto: Dra. Sandra Carreras)

Documenta Grammaticae et Historiae, Fase II: Português

Documenta é um projeto de documentação linguística e historiográfica. O objetivo é constituir um acervo eletrônico de gramáticas produzidas no Brasil e Portugal entre os séculos XVI e XIX, contextualizar os textos em relação às suas condições de produção e recepção, reunir os meta-termos gramaticais presentes nestas obras com o objetivo de criar um dicionário eletrônico e por os materiais a disposição para estudos e investigações (Dra. Ulrike Mühlschlegel, em cooperação com o Centro de Documentação em Historiografia Linguística (CEDOCH), Departamento de Linguística, Universidade de São Paulo).

O intercâmbio científico entre Alemanha e Chile desde a segunda metade do século XX

Apesar de que o Chile pertença dos países latinoamericanos mais pequenos, tradicionalmente desempenhou um papel importante no marco das relações científicas entre Alemanha e América Latina. A sua vez Alemanha desde muito tempo é um considerável ponto de referência em Europa para estudantes e cientistas chilenos. O objectivo do projeto foi analisar as influências académicas, os impulsos recíprocos e a formação de redes científicos entre ambos países desde a segunda metade do século 20. Cientistas chilenos que escreveram sua tese doctoral em Alemanha e científicos alemães que passaram um tempo mais longo no Chile foram interrogados para saber até que ponto a estadia em Chile / em Alemanha afectou seu entendimento de teoria e de métodos e daí relações de comunicação e de cooperação científicas se produziram a raiz disso. Ademais foi pesquisado o papel de científicos alemães em relação com o desenvolvimento das ciências sociais chilenas. Também foram analisados o significado do exílio chileno em ambos Estados alemães, o papel das fundações políticas alemãs e a importância dos programas de intercâmbio académico desenvolvidos pelos governos de ambos países. O projecto foi realizado em cooperação com Dr. Enrique Fernández (Universidad de Tarapacá) -recebendo recursos do Fondo Nacional de Desarrollo Científico y Tecnológico- e Prof. Dr. Nikolaus Werz (Universität Rostock).

Coordenação: Dr. Peter Birle; duração: 2014-2017



2017 || Ibero-Amerikanisches Institut Preussischer Kulturbesitz
http://www.iai.spk-berlin.de/